OFICINA IDEAL

Encontre aqui seu fornecedor ideal Mais de 2.000 empresas cadastradas, mais de 3.000 produtos e serviços disponíveis
Entidades Colaboradoras
Esqueceu sua senha? Não tem login e senha? Cadastre-se aqui!




29/05/2015

Cresce o número de veículos nas ruas do Brasil

Uma recente pesquisa do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores – Sindipeças – apontou que o número de veículos circulando nas ruas do País aumentou 3,7% no ano de 2014 em comparação com 2013.

Ao todo, 41,5 milhões de autoveículos foram utilizados pela população brasileira no ano passado. Essa estimativa leva em consideração automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. Foram registradas também mais de 13 milhões de motocicletas nas ruas em 2014, valor 0,5% maior que o apurado no ano anterior.

A frota circulante brasileira está predominantemente concentrada em cinco Estados: São Paulo, com 36,8% do total; Minas Gerais, 10,4%; Rio de Janeiro, 9%; Rio Grande do Sul, 8,5%; e Paraná, com 8,1%. Juntos, esses cinco Estados somam 72,8% de todos os autoveículos que transitam no País. 

Fonte: Oficina Ideal e Sindipeças




21/05/2015 TendênciaTecnologia

Aplicativo Carro 100% ofecere check-up que avalia as condições do veículo

Criado para versões Android e IOS de smartphones, o aplicativo do Carro 100 % (Carro 100) é mais uma ação do Programa Caro 100% / Caminhão 100% / Moto 100%, que desde 2008 leva informações sobre manutenção preventiva do veículo ao motorista.
 
O aplicativo possui sistema que facilita o motorista a verificar a hora certa para revisão itens relacionados à segurança, economia e meio ambiente. Para baixar gratuitamente, basta acessar nas lojas dos smartphones e digitar Carro 100. Em seguida, é só responder um breve questionário com os dados do carro (marca, modelo, ano e quilometragem média anual) e outras informações que permitem o sistema calcular automaticamente como está a condição de vários itens do veículo, bem como gera uma nota, de acordo com a situação de cada componente da lista e avisa quando é necessário fazer verificação.
 
“O sistema é interativo e permite que o motorista compartilhe a nota do carro no Facebook. O motorista também recebe medalhas, conforme ele faz a revisão necessária e atualiza o aplicativo, podendo compartilhar esses resultados em redes sociais”, explica Elias Mufarej, coordenador do GMA – Grupo de Manutenção Automotiva e conselheiro do Sindipeças para o mercado de reposição.
 
Complementando a interatividade com o motorista, foram desenvolvidos Twitter (@carro100oficial), fanpage no Facebook (www.facebook.com/pages/carro100) e Instagram (@carro100oficial). Assim, é possível se comunicar com o dono do carro de várias formas.
 
Durante a Automec, evento do setor automotivo que aconteceu em abril, mais de 3 mil pessoas receberam informações sobre o aplicativo e no estande montado exclusivamente para o lançamento desse recurso virtual. Também serão lançadas campanhas em veículos de comunicação do setor e sites relacionados a automóveis.
Fonte: Carro 100




14/05/2015 Normas e Legislação

Itens de segurança do caminhão serão avaliados na Dutra

O programa Caminhão 100%, desenvolvido pelo GMA – Grupo de Manutenção Automotiva, em parceria com o Grupo CCR Nova Dutra, que tem como finalidade conscientizar motoristas de caminhões sobre a importância da manutenção preventiva, ampliou os itens de segurança a serem verificados nas avaliações mensais gratuitas que acontecem na Rodovia Presidente Dutra. Além da parte mecânica (vazamentos, medição de emissão de gases, cubos de rodas, nível e qualidade dos fluidos de freio e embreagem), serão checados faróis, lanternas, piscas, iluminação de placa e interna, limpador de parabrisa, extintor de incêndio, pneus e buzina.

Desde a sua criação, em 2008, já foram promovidas mais de 27avaliações gratuitas em mais de 2,3 mil caminhões em diversos pontos da rodovia, onde foram checados vários componentes da parte mecânica e de segurança.

As avaliações gratuitas acontecem dois dias ao mês em vários pontos na Rodovia Presidente Dutra, das 15 h às 18 h.

As próximas datas de fiscalização serão  22 e 23 de maio.

Fonte: Sinsirepa




28/04/2015

Mercado de reposição de peças supera os R$ 100 bilhões em faturamento

Nos últimos anos, o segmento de reposição de peças automotivas tem apresentado expressivo crescimento, tendo movimentado R$105,84 bilhões somente em 2014, quase dois bilhões a mais do que em 2013, quando o faturamento foi de R$ R$ 104,03 bilhões, conforme demonstra estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação – IBPT. Com a queda no número de vendas de automóveis, este mercado tem despertado a atenção das montadoras e varejistas, para atender à necessidade de manutenção dos veículos, que hoje saem de fábrica com uma grande variedade de acessórios como ar-condicionado, recursos multimídia, entre outros.

Atualmente, cerca de 314.900 empresas atuam no mercado de reposição automotiva no País, sendo 59,98% do total corresponde a comércios atacadista e varejista de peças, partes e acessórios novos para veículos; 36,5% oficinas mecânicas e 3,52% são os estabelecimentos de atacadistas e varejistas de veículos novos.

De acordo com o presidente do Conselho Superior e coordenador de estudos do IBPT, Gilberto Luiz do Amaral, as montadoras representam hoje 8,22% do faturamento da reposição, comercializando para as concessionárias de veículos. “Já os distribuidores atacadistas faturam 31,46% deste mercado, ao vender para as empresas varejistas, oficinas e frotistas. O mercado varejista, que faz a venda diretamente para os proprietários dos veículos ou para as companhias seguradoras, fica com a maior fatia, o equivalente a 60,32% do faturamento do mercado da reposição” afirma o tributarista.

Com uma carga tributária média de 39%, muitas empresas do segmento têm recorrido aos incentivos fiscais oferecidos em alguns estados para reduzir o peso dos tributos nas vendas”, observa Amaral, relatando que esta redução tem chegado a 4 pontos percentuais.

Fonte: IBPT




08/04/2015 Tendência

Philips lança lâmpada para farol de neblina em LED

A Philips está lançando a primeira lâmpada de LED para faróis de neblina do Brasil, a X-treme Ultinon. O produto alia os benefícios de segurança, como iluminação 45% maior que as lâmpadas comuns, e características estéticas únicas, como temperatura de cor de 6000 K, que permite melhor integração visual entre a lâmpada de neblina e os faróis de xênon ou superbrancas. Além disso, o produto oferece longa vida útil, podendo chegar a 12 anos de duração.

A lâmpada para farol de neblina em LED é uma solução inovadora que chega ao mercado para atender a demanda por mais segurança por meio da iluminação. O X-treme Ultinon LED produz um faixo de luz mais seguro, que não ofusca a visão de outros motoristas. “O LED na iluminação automotiva é uma tendência”, afirma a gerente de iluminação automotiva da Philips, Juliana Gubel. Oproduto possui 3 anos de garantia e com vem duas lâmpadas que se encaixam nos faróis de neblina H8, H11 e H16.

O lançamento será na Automec, uma das mais importantes feiras da América Latina para o setor automotivo focada na indústria de reposição automotiva, que acontece de 7 a 11 de abril, no Anhembi. Durante a Feira, os visitantes poderão conhecer outros produtos do amplo portfólio da Philips Automotivas:

Philips X-treme Vision

A Philips X-treme Vision, lâmpada voltada para maior segurança que ilumina 100% a mais, quando comparada às lâmpadas comuns, no farol alto, baixo e de neblina. Com objetivo de melhor visão na pista, a X-treme Vision é indicada para idosos, pessoas com crianças a bordo e profissionais da área como motoristas e taxistas já que alcança 35 metros a mais de iluminação. Disponível nos modelos H1, H4, H7, H11, H13, HB3 e HB4

Linha Philips Crystal Vision Ultra

A CrystalVision Ultra oferece o chamado efeito Xenon. Permitida pela legislação, essa lâmpada oferece até 4.300K de luz branca brilhante na estrada e efeito Xenon azulado no farol. Disponível nos modelos H1, H3, H4, H7, H11, HB3 e HB4.

Fonte: Philips




01/04/2015 Dicas de GestãoMecânica

Tuper contrata representantes

A Tuper Escapamentos está buscando representantes comerciais ou distribuidores para atuar na venda de acessórios para o mercado automotivo – oficinas especializadas, centros de reparação automotiva, lojas de tunning, acessórios, som, pneus, rodas, óleo, etc  – para a comercialização de seu mais novo lançamento: as ponteiras Premium inox. Interessados devem enviar currículo ou referências comerciais para escapamentos@tuper.com.br

Mais informações sobre o produto acesse: www.tuperescapamentos.com.br  

Tuper




24/03/2015 FunilariaMecânicaMontagem

Tuper lança Ponteiras Premium em aço inox

Uma das maiores fabricantes de escapamentos da América Latina, a Tuper está lançando em março um novo produto para o segmento automotivo: a Ponteira Premium 100% inox. Feita com aço inox polido de alto brilho e acabamento diferenciado, as novas ponteiras são totalmente fabricadas no Brasil e dão um toque esportivo aos veículos.

Além de garantir mais estilo, as Ponteiras Premium são feitas em material mais encorpado e têm alta resistência à corrosão. O produto é ideal para quem gosta de personalizar o veículo ou deseja mudar o tradicional tubo do escapamento. São 13 modelos com aplicação universal desenvolvidos para encaixarem perfeitamente em diversos carros nacionais e importados.

Atualmente, a Tuper produz simultaneamente peças para as montadoras e para o mercado de reposição. Seu portfólio de produtos para o segmento automotivo inclui peças, componentes tubulares e tubos trefilados - com corte a laser, tratamento térmico e químico, curvamento, solda, estampagem e usinagem, entre outros processos -, e sistemas de exaustão, com destaque para os coletores, conversores catalíticos, filtros de material particulado, silenciosos e sistemas de pós-tratamento em cumprimento à norma Proconve P7 (Euro 5). Para o mercado automotivo de reposição, a Tuper produz escapamentos, catalisadores e outros tipos de ponteiras, atendendo aos mais variados modelos de veículos.

Sobre a Tuper

Com mais de 40 anos de atuação, a Tuper é a quinta maior processadora de aço do Brasil, segundo o INDA (Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço). A empresa acompanha a evolução do mercado com amplas linhas de produtos, atendendo as mais exigentes normas nacionais e internacionais.

Com quatro unidades industriais e capacidade produtiva de 550 mil toneladas de aço ao ano, fornece produtos para segmentos como: Construção Civil, Automotivo, Implementos Agrícolas e Rodoviários, Industrial, Óleo e Gás, entre outros. Seu portfólio de produtos contempla soluções tubulares para aplicações industriais, estruturais e de condução, tubos para óleo e gás, soluções automotivas e sistemas construtivos.

Instalada em Santa Catarina, a Tuper atualmente, emprega 2,5 mil profissionais e conta com 24 pontos de distribuição em todo o território nacional. As áreas de Engenharia e Pesquisa e Desenvolvimento da companhia contam com a parceria de centros de pesquisas, universidades nacionais e internacionais, entidades representativas e empresas líderes mundiais em tecnologia.

Entre os exemplos estão a parceria com a FEV, empresa de engenharia alemã que atua no desenvolvimento de soluções para o mercado automotivo. No setor de construção civil, um convênio de cooperação científica com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) possibilita pesquisas focadas em novas tecnologias na linha de estruturas metálicas tubulares. Além disso, a Tuper integra ainda o Comitê de Petróleo e Gás da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc).

Oficina Ideal




09/02/2015 TecnologiaMecânica

Verão é o período em que as baterias automotivas mais sofrem danos

É comum entre os proprietários de veículos dizer que o inverno é a estação em que as baterias causam mais transtornos. No entanto, Adelmo Leite, coordenador de assistência técnica da Johnson Controls, fabricante das baterias Heliar, desfaz esse mito. “Durante o verão, as baterias sofrem maior autodescarga e evaporação de eletrólito, o que acentua o processo de corrosão. É nesta época que o produto precisa de ainda mais atenção”, explica.

Para minimizar os danos à bateria automotiva no verão, é preciso manter a capa térmica do produto e ficar atendo a revisão do sistema de carga e partida. “É importante ter atenção especial com veículos utilizados com poucos intervalos de parada, como aqueles para fins profissionais. Para esses, o ideal é o uso de baterias específicas, que suportem uma demanda maior de energia”, ressalta Adelmo Leite.

Com relação aos demais cuidados, o coordenador da Johnson Controls lembra que os principais erros no uso da bateria referem-se ao excesso de itens eletrônicos instalados, à utilização desses acessórios com o veículo desligado ou ainda a má fixação das baterias e retirada de capa térmica original de fábrica. Outros mitos, segundo Adelmo, também devem ser desfeitos. Ele explica que deixar a bateria no chão não causa descarga, que as baterias automotivas e estacionárias são iguais e ressalta que o visor indicando carga com a cor verde não significa que a qualidade da bateria é confiável.

“A bateria é a principal peça fornecedora de energia para o veículo e, independente de agentes climáticos, a manutenção preventiva ainda é a maior aliada do motorista contra danos ao produto”, alerta Adelmo Leite. 

Sobre a Johnson Controls

A Johnson Controls é uma empresa global presente em 150 países. Com 168 mil funcionários em todo o mundo, ela oferece produtos, serviços e soluções de qualidade para aperfeiçoar a eficiência e a operação de edifícios, baterias para veículos convencionais, híbridos e elétricos, e também sistemas de interiores e componentes para automóveis. 

Perspectiva Assessoria com Redação Oficina Ideal




27/01/2015 Tecnologia

Brazil Road Expo reúne tecnologias voltadas à infraestrutura viária e rodoviária

Acontece entre os dias 24 e 26 de março a 5ª edição da Brazil Road Expo, um dos principais eventos de infraestrutura viária e rodoviária da América Latina. A exposição será realizada no Transamerica Expo Center, em São Paulo (SP).

O Brasil ainda é grande dependente de rodovias para o escoamento de sua produção e, por causa disso, a qualidade dessas vias é assunto de grande relevância para o país em termos de competitividade. Diante deste cenário, serão apresentadas no palco as principais novidades dos fabricantes e distribuidores de equipamentos e produtos para construção e manutenção de estradas e vias urbanas, pontes, viadutos e túneis, pavimentação em asfalto e concreto, soluções para drenagem, contenção de encostas, segurança, sinalização e gestão de vias e rodovias.

Durante os três dias, o evento deverá reunir cerca de 13 mil profissionais que atuam em regionais de órgãos ligados ao Ministérios dos Transportes (DNIT, ANTT, EPL, etc), além de DERs, concessionárias de rodovias, prefeituras, locadoras de máquinas e equipamentos, empreiteiras, engenheiros, projetistas entre outros.

A expectativa é que o evento gere negócios da ordem de R$ 650 milhões. “Serão cerca de 250 marcas expositoras que terão a oportunidade de apresentar as suas novidades para um público formado por profissionais com grande poder de decisão e que visitam a feira em busca de novas soluções para suas obras”, destaca Fernando Merida, Gerente Comercial da Brazil Road Expo.

Demanda

Segundo a Pesquisa CNT de Rodovias 2014, por exemplo, que foi divulgada em outubro do ano passado pela Confederação Nacional dos Transportes, dos mais de 98 mil km de rodovias avaliados em todo o Brasil 47% apresentaram algum tipo de deficiência no pavimento como buracos, trincas, afundamentos, ondulações. Problemas de sinalização como faixas com pintura desgastada ou ausência de placas, somaram 67%. O maior percentual de problemas diz respeito à geometria das estradas: 78% têm deficiências como ausência de acostamento, curvas perigosas e longas extensões com mão dupla.

Esse ano, a novidade no programa de conteúdo é a realização de um congresso de nível gerencial para a discussão de assuntos como Regime Diferenciado de Contratação (RDC), Parcerias Público-Privadas (PPPs), Plano Nacional de Logística e Transportes (PNLT), Concessões de Rodovias entre outros. A exemplo das edições anteriores, o programa também terá sessões técnicas sobre temas como equipamentos, pavimentação asfáltica, geotecnia, drenagen, mobilidade urbana, sinalização e segurança.

Um dos destaques do evento é a Assembleia Geral Ordinária da Associação Brasileira dos Departamentos Estaduais de Estradas de Rodagem (ABDER), que reunirá cerca de 30 participantes entre superintendentes e executivos de DERs de diversos estados brasileiros, além de membros da entidade e convidados.

Outras novidades estão sendo preparadas para a exposição, como a criação de áreas dedicadas a alguns segmentos chave. Exemplo disso é a Ilha de Segurança Viária e Sinalização, fruto da parceria com a International Road Federation (IRF) e a Ilha da Linha Amarela, capitaneada pela Associação Paulista dos Empreiteiros e Locadores de Máquinas de Terraplenagem e Ar Comprimido (APELMAT).

A Brazil Road Expo terá o apoio de algumas das principais entidades do setor como Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), Associação Brasileira das Empresas de Obras Rodoviárias (ANEOR), Associação Brasileira de Pavimentação (ABPv), entre outras.

Serviço

Brazil Road Expo 2015 – 5ª edição

Data: de 24 a 26 de março de 2015

Local: Transamerica Expo Center

Endereço: Avenida Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro – São Paulo (SP)

Mais informações: www.brazilroadexpo.com.br

Fonte: Oficina Ideal




16/01/2015 Normas e Legislação

Ação digital busca conscientizar motoristas sobre uso do cinto de segurança

A Arteris, companhia de concessões rodoviárias do País, promoveu uma ação para conscientizar os motoristas que trafegam nas estradas administradas pelas nove concessionárias do grupo. Ao parar em postos de gasolina ou de conveniência, uma mensagem via celular incentivou usuários a usarem o cinto de segurança antes de prosseguir viagem.

Cerca de 9 mil pessoas foram impactadas pela campanha realizada no final de dezembro e início de janeiro e integra a mobilização promovida pela Artesp em prol do uso do cinto de segurança no banco traseiro. A Arteris também instalou 68 faixas nas rodovias e distribuirá 315 mil folhetos nas praças de pedágio.

“Os números mostram que este trabalho é mais do que necessário, é vital”, afirma o gerente de operações da Arteris, Elvis Granzotti. “Segundo levantamento que promovemos no mês de dezembro em nossas concessionárias, 16 em cada 100 motoristas ainda dispensam o uso do cinto, aumentando o risco de fatalidades mesmo em colisões leves. Um dado importante evidencia isso: 30% dos ferimentos fatais em colisões são causados porque a vítima bate o tronco contra o volante”, alerta.

Uma pesquisa divulgada pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), aponta que o índice é ainda maior quando se trata dos passageiros do banco do traseiro: 53% abrem mão do dispositivo de segurança, número semelhante ao registrado em pesquisa realizada nas rodovias Arteris. “Os passageiros acham que estão seguros no banco de trás dos automóveis, mas é uma falsa sensação. Uma em cada cinco mortes acontece pelo choque de pessoas dentro do veículo que não utilizavam o cinto”.

No celular

Além da instalação de 68 faixas e distribuição de 315 mil folhetos nas praças de pedágio, a Arteris investiu em uma estratégia inovadora para impactar os motoristas e incentivar o uso do cinto de segurança. “A parada nos postos é rotina para muitos motoristas e é também um momento seguro para o uso do celular. Identificamos então uma oportunidade para abordar os motoristas de forma inusitada e criativa”, explica a gerente de comunicação e marketing da Arteris, Alessandra Vasconcelos.

A partir de uma plataforma de geolocalização, os usuários foram contatados via SMS com a mensagem Cinto de Segurança, não dê a partida sem ele. “A estratégia é mais uma ação em prol da segurança viária, um dos pilares da Arteris, e vai além da comunicação tradicional. Conscientizar o usuário é uma forma eficiente de preservar a vida”, afirma Alessandra.

Dados da Artesp sobre a quantidade de vítimas de acidentes nas rodovias sob concessão que não usavam cinto de segurança apontam para a necessidade de constantes campanhas de conscientização dos motoristas e passageiros. De 2012 até outubro de 2014, 69,4% dos passageiros de bancos traseiros que morreram em acidentes nas rodovias estavam sem cinto de segurança. As vítimas fatais no banco da frente de passageiro sem cinto chegam a 38,4% e 50,1% dos motoristas.

Fonte: Oficina Ideal

1 2 3 4 5 6 7 8

Home | Portal Colaborativo | Objetivos | Por que se Cadastrar | Perguntas Frequentes | Anuncie em 3D
Fale Conosco | Painel Interativo | Busca por Categoria | Busca 3D

Desenvolvido por House Press Propaganda • Copyrigth 2011 • Todos os direitos reservados
Portal Oficina Ideal • Rua Carneiro da Cunha, 167 Conj. 45 • Saúde • São Paulo SP • CEP 04144-000 • Fone: (11) 5584-6762